terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Produção das Escolas “Ambienta Rio: a escola faz a diferença/2016”


A C.M. Edna Lotte - 6.ªCRE escolheu trabalhar com temas com ênfase ao combate ao mosquito AEDES. O controle do mosquito é uma tarefa complexa que envolve diversos setores da sociedade, não apenas os serviços de saúde. Sua presença no ambiente está relacionada a questões climáticas, a ações individuais e coletivas. Para que haja um trabalho efetivo ações conjuntas entre governo e população são necessárias. Neste sentido, a comunidade escolar se mobilizou e registrou abaixo algumas atividades desenvolvidas. 







A E.M. Senador Corrêa - 2.ª CRE trabalhou  atividades com foco no meio ambiente e as possibilidades de reciclagem de materiais. 




A E.M. Prof.º Souza da Silveira - 5.ª CRE  trabalhou com o aproveitamento integral de alimentos. 


O Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença atingiu, no ano de 2016, a um público de 12.921 alunos e 140 professores. Estes números dão uma breve dimensão dos trabalhos realizados por professores e alunos da Rede Pública Municipal de Ensino.

Cada Unidade Educacional  optou por desenvolver o tema que tivesse pertinência com o seu Projeto Político Pedagógico - PPP e  relação  com  as demandas e especificidades locais.   O importante é que as interrelações  do meio ambiente natural, cultural e urbano fossem trabalhadas com uma abordagem orgânica com a sociedade.

Nesta perspectiva, cada Unidade Educacional teve autonomia para escolher com que diferentes olhares iria se debruçar sobre a cultura local  para construir seu percurso de apropriação de conhecimento em Educação Ambiental.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Projeto Ambienta Rio - A escola faz a diferença

A Gerência de Projetos de Extensão Curricular lançou, neste ano de 2016, nas Coordenadorias Regionais de Educação, por Polos, o Programa Ambienta Rio: a escola faz a diferença. Este programa tem o objetivo de sensibilizar e conscientizar a comunidade escolar para a importância da construção de conhecimentos socioambientais e valores humanitários e de cidadania, por meio da realização de atividades pedagógicas (exposições, seminários, pesquisas etc.).
Importante ressaltar que esta ação é pautada na Lei 4791/2008, que dispõe sobre o Sistema Municipal de Educação Ambiental, regulamentada pelo Decreto 37526/2013. 

Público Alvo: alunos e professores da Rede Pública Municipal de Ensino.

Foi previsto para o Projeto, Encontros de Formação, que teve como objetivo aprofundar a formação continuada de professores em Educação Ambiental.
Os temas trabalhados nos 3 dias de formação foram Educação Ambiental Crítica no Ambiente Escolar e  História do acesso e do uso da água na cidade do Rio de Janeiro, oferecidos pelos Prof. Pablo Araújo (Diretor de Projetos do Instituto Moleque Mateiro de Educação Ambiental), nos dias 19/04 e 17/05/2016 e Prof. Gilmar Almeida (Mestre em História da UNIRIO e Doutorando da Universidade de São Paulo), dia 21/06/2016, respectivamente.









quinta-feira, 21 de julho de 2016

XXXIII MOSTRA MUNICIPAL DE DANÇA

O projeto Mostra de Dança das Escolas Públicas Municipais do Rio de Janeiro comemorará 33 anos de sua realização no ano de 2016, uma conquista bastante significativa, onde crianças, jovens e adultos das escolas da Rede Municipal de Ensino traduzem a Dança em seus corpos em um grande espetáculo de criações, inovações e impressões desta arte milenar. Este projeto busca criar espaço para a apresentação destas composições corporais produzidas durante o ano letivo, por alunos da Rede de Ensino, sob a orientação de professores e a coordenação da Gerência de Projetos de Extensão Curricular.


Público Alvo: Alunos(as) e professores(as) da Rede Pública Municipal de Ensino.


Período de realização: de abril a outubro de 2016

Abril – Desenho da logomarca da mostra, previsto no Concurso de Imagens de 2016.

Abril e Maio Entrega  e escolha do desenho da logomarca

De abril a junho: Ensaios coreográficos e preparação para a Mostra Regional

Julho e Setembro acontecem as “Mostras Regionais de Dança”

Outubro “Mostra Municipal de Dança”


Dia: 20/05/2016
Módulo 1: Turma 1
Tema: Universos do movimento
Dinamizadores: Cláudia Petrina, Júlia Ramos e Cristina Monteiro
Horário: 14h às 17h
Local: Clube do Servidor (Rua Ulysses Guimarães, s/n.º - Cidade Nova – atrás do prédio da Prefeitura)





Dia 24/05/2016
Módulo 1: Turma 2
Tema: Universos do movimento
Dinamizadores: Cláudia Petrina, Júlia Ramos e Cristina Monteiro
Horário: 9h às 12h
Local: Clube do Servidor (Rua Ulysses Guimarães, s/n.º - Cidade Nova – atrás do prédio da Prefeitura)





Dia 08/06/2016
Módulo 2:  Turma 2
Tema: Processos de criação em Dança Contemporânea
Dinamizadores: Cláudia Petrina, Júlia Ramos e Cristina Monteiro
Horário: 9h às 12h
Local: Clube do Servidor (Rua Ulysses Guimarães, s/n.º - Cidade Nova – atrás do prédio  da Prefeitura)







Módulo 2:  Turma 1
Tema: Processos de criação em Dança Contemporânea
Dinamizadores: Cláudia Petrina, Júlia Ramos e Cristina Monteiro
Horário: 14h às 17h
Local: Clube do Servidor (Rua Ulysses Guimarães, s/n.º - Cidade Nova – atrás do prédio  da Prefeitura)




segunda-feira, 11 de julho de 2016

PROJETO ATITUDE POSITIVA

O Projeto Social Atitude Positiva 2016 é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação E/SUBE/CED-Extensividade, GSK - GlaxoSmithKline, Sistema Firjan, CEDAPS, Cia de Teatro Preventivo e Grupo Afetados, que tem por objetivo levar informação por meio de espetáculos teatrais, oficinas e palestras que abordarão de forma lúdica e dinâmica, temas como gravidez na adolescência, doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), AIDS, violência e diversidade. Tudo para estimular a reflexão sobre as diversas formas de preconceitos sociais envolvidos nesses temas, além de esclarecer medidas preventivas e desmistificar tabus.

08/07/2016 - Alunos  da Escola Rotary, na Ilha do Governador, participaram do Mini Festival, um preparatório para o encerramento do Projeto Atitude Positiva, que acontecerá no dia 15 de Julho no Teatro Sesi. Na ocasião alunos apresentaram vídeos e peças.







sexta-feira, 8 de julho de 2016

EDUPARK

Edupark é uma plataforma multissensorial cujo tema é intitulado Planeta Casa - Meio Ambiente e será desenvolvido por meio da veiculação de vídeos interativos e experiências sensoriais.

Em cada sessão serão apresentados cerca de 3 vídeos de curta duração com diferentes propostas sensoriais. Em uma das propostas será utilizado óculos 3D. Ao final de cada sessão será feita uma avaliação digital visando identificar a percepção dos alunos acerca dos conteúdos apresentados.

Cada sessão terá a duração de cerca de 1h e 30min. 

A atividade será destinada a alunos do 6º ao 9º ano.


Projeto Edupark na Escola Municipal República Argentina no dia 03/05/2016 com a participação também dos alunos da Escola Municipal Madrid e Escola Municipal Equador.




ENCONTRO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES - XXVIII FECEM

 XXVIII FESTIVAL DA CANÇÃO DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DO RIO DE JANEIRO - FECEM – 2016

            O Projeto Festival da Canção das Escolas Municipais do Rio de Janeiro, justifica-se por sua grande abrangência e por proporcionar atividades em horários alternativos, fora dos horários de aulas. Também deve ser considerada a importância do Projeto como atividade propiciadora da aquisição de novos conhecimentos, especialmente musicais, e incentivadora do processo de criação dos alunos.
            Num festival dessa natureza os alunos podem experienciar todas as etapas de um processo de produção artística, desde a criação da canção até sua apresentação para o público, passando pelas fases de ensaio, produção de arranjos, preparação vocal e instrumental, dinâmica de palco e elaboração de figurino. Ao mesmo tempo, os alunos criam consciência desse processo e tornam-se espectadores mais críticos.
            Dessa maneira o projeto tem reflexos na produção artístico-musical dos alunos e na formação de plateia. 
Objetivos:
  •          Incentivar a produção musical dos alunos da Rede Pública Municipal de Ensino;
  •          Ampliar o conhecimento sobre os conceitos da Música pelo fazer musical, compondo, interpretando e tocando;
  •          Despertar o interesse pela música, em especial pela música popular brasileira;
  •          Formar uma plateia solidária e consciente, capaz de avaliar as composições apresentadas de forma crítico-sensível.
Período de realização: de abril a setembro de 2016 em três etapas:
  •         Inicial – organizada pelas unidades escolares, identificando os alunos que demonstram interesse pela música e incentivando seu aprimoramento nessa área do conhecimento. É a etapa correspondente à produção musical e à preparação das apresentações. Constitui-se também em importante passo para a formação de plateia.
  •        Regional - organizada pelas E/SUBE/CRE, com a finalidade de socializar o produto da primeira etapa para as escolas da região.
  •   Final – organizada pela equipe de Extensividade da SME, com a colaboração das Coordenadorias Regionais, com a finalidade de realizar uma grande mostra e produção de material de divulgação das canções que se destacaram na etapa regional.04/05/2016
·        
 Encontro de Formação com Professores: “Um olhar sobre o FECEM” – 04/05/2016:






quarta-feira, 6 de julho de 2016

EXPOSIÇÃO SUPERATLETAS

Como não se impressionar com atletas superando limites? Com a vitória estampada no rosto na linha de chegada? E se esses atletas, antes de chegar ao pódio, tivessem passado muitos outros obstáculos? Mesmo assim, eles não desistiram e levaram o Brasil para as maiores competições de paradesporto do mundo.

Com mais de 25 fotos, retratando importantes paratletas brasileiros, a exposição “SUPER ATLETAS” estará a partir do dia 15 de junho no Shopping Nova América, seguindo para o Barra Shopping onde ficará de 30 de junho à 10 de julho e fechará a programação no Shopping Grande Rio, onde ficará de 14 à 24 de julho. Inteiramente gratuita e com o objetivo de aproximar o público ainda mais do universo das artes, da cultura e do conhecimento sobre o esporte, a exposição tem imagens de Alan Fonteles, Daniel Dias, Fernando Fernandes, Ricardinho, Terezinha Guilhermina e Veronica Hipólito, entre outros.

No ano em que o Brasil recebe as Paralímpiadas, a exposição “SUPER ATLETAS”, além das fotos, registradas em momentos marcantes de competições, como o Parapan de 2015, conta com uma central multimídia onde os visitantes poderão conhecer um pouco mais sobre as histórias de superação dos paratletas elaboradas pela jornalista Joanna de Assis, além das modalidades, recordes brasileiros e principais benefícios da prática do esporte para a saúde.  Nesta edição haverão também oficinas de pintura e contação de histórias.

“A exposição foi criada para surpreender o visitante através de registros fotográficos primorosos e histórias de superação fascinantes. Queremos que as pessoas conheçam mais sobre os paratletas e os tomem como exemplos para suas vidas.” diz Renata Prado, da Next Produções, coordenadora Geral do projeto.

 A exposição é incentivada pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura e traz como patrocinadores a Prefeitura do Rio de Janeiro, por isso também, a importância de envolvermos as crianças da rede pública, com e sem necessidades especiais para conhecerem e vivenciarem mais de perto a história do paradesporto Brasileiro.


Participação da Escola Municipal Lins de Vasconcelos - 3.ª CRE, no dia: 15/06/2016, no Shopping Nova América.