quarta-feira, 29 de novembro de 2017

XXIX edição do Festival da Canção das Escolas Municipais - FECEM.

     A Coordenadoria de Educação, por meio da Equipe da Gerência de Projetos Extensão Curricular, trabalhou o tema  “De Vinícius de Moraes a Geraldo Vandré”, ação relacionada à XXIX edição do Festival da Canção das Escolas Municipais - FECEM.

     A ideia central do festival foi discutir o universo cultural e artístico do Brasil no final dos anos 60, especialmente no que se relaciona à música popular brasileira, com seu auge no ano de 1967, e rever os episódios que desembocaram numa nova forma de compor no Brasil. 

O XXIX Festival da Canção das Escolas Municipais teve como objetivo central prestar uma homenagem  à cantora e musa da Bossa Nova,  Nara Lofego Leão Diegues. Desde a juventude  Nara teve contato com a música, que reunião-se na casa de seus pais, em Copacabana. Esses músicos e amigos da cantora construíram o que viria a se chamar de Bossa Nova. 


1ª CRE
2ª CRE

3ª CRE
4ª CRE

 
5ªCRE

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Projeto Escolas Sustentáveis


                O Projeto Escola Sustentáveis é o resultado de uma parceria entre a Secretaria de Educação e E/SUBE/CED/ GPEC a Secretaria de Conservação e Meio Ambiente - SECONSERMA.
      Neste momento,  fazem parte do projeto 8 escolas que receberam equipamentos de Infraestrutura como materiais para a confecção de horta, coleta seletiva de lixo, coleta de óleo, coleta de resíduos eletrônicos, material de compostagem, poste eólicos/fotovoltáicos, painéis fotovoltáicos ou bicicletário.
       Vale ressaltar,  que apenas uma das escolas  recebeu a totalidade dos equipamentos citados. No entanto, todas estão envolvidas em criar situações educativas que envolvam ações  em Educação Ambiental. 

EM Mário de Paulo Brito


  Diretora: Silvia na implementação da composteira.


Início da horta

                                     

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Encontros de Formação de Professores Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença 2017

Encontros de Formação do Projeto “Ambienta Rio: A escola faz a diferença / 2017”.


        A Gerência de Projetos de Extensão Curricular avança no sentido de construir um mosaico com os trabalhos que a Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro vem construindo na área de Educação Ambiental- E.A., no ano de 2017.

       O Projeto Ambienta Rio  tem como intencionalidade  publicizar temas desenvolvidos pelas Unidade Escolares  em E.A. respeitando e o interesse da escola e a demanda do seu entorno.

        Além das Orientações Curriculares voltadas sobre o assunto, nos últimos quatro anos esta gerência têm realizados encontros de formação de professores.

        Neste ano, os três primeiros  encontros foram realizados no Museu de Arte do Rio e o último no Museu do Amanhã, nas datas:

03/05 -  Educação Ambiental Crítica no Ambiente Escolar – Profª Tereza Cristina Arouca (E.M. General Euclydes Figueiredo – 2ªCRE) e Profª Patrícia Grigório (E.M. Soares Pereira– 2ªCRE);

 11/05 - Iniciativas inovadoras em Educação Ambiental - Prof.  Zander Wanderley Lins (CIEP Governador roberto da Silveira – 7ªCRE) e Luiz Henrique Rosas (E.M. Herbert Moses – 4ªCRE);

16/05 – Práticas Escolares e Metodologia de Elaboração de Projetos em Educação Ambiental - Profª Luciana Silva Abdla – (CIEP Governador roberto da Silveira  - 7ªCRE).
No último dia de encontro foi realizada uma visita itinerante ao Museu do Amanhã com todos os participantes do curso.



       Na sequencia foram realizadas visitas de acompanhamento  em algumas Unidades Escolares, por amostragem,  e solicitado a toda rede que enviasse por e-mail as fotos do projeto realizado. O resultado deste trabalho será publicado na página do Rioeduca.net.



quarta-feira, 12 de julho de 2017

Projeto Mulher Cidadã – O olhar feminino por trás das lentes


Projeto Mulher Cidadã – O olhar feminino por trás das lentes.

             
  O Projeto "Mulher Cidadã – O olhar feminino por trás das lentes"  desenvolvido pelo Comitê de Gênero da Educação visa a promover uma mostra de painéis temáticos a partir de imagens capturadas pelo olhar das mulheres. Neste ano de 2017, sugerimos o tema "O olhar feminino por trás das lentes".
                
  O presente tema aborda o protagonismo da mulher por meio de sua atuação profissional na fotografia. Importantes registros foram realizados. Anna Cook foi a primeira mulher a fotografar uma paisagem e coube à parisiense Antonieta DeCorrevont o título de primeira mulher no mundo a trabalhar profissionalmente com fotografia, abrindo um estúdio  em Munique, no ano de 1843.

  Foi no século XX, porém, que a fotografia tornou-se atividade profissional reconhecida e também uma arte, e muitos nomes femininos tornaram-se célebres: Dorothea Lange, Margaret Bourke-White, Lee Miler, Eve Arnold, Tina Modotti, Vivian Maier, Annie Leibonitz, Gioconda Rizzo, entre tantas outras.

    Consideramos importante que a discussão sobre as questões de gênero estejam presentes no cotidiano das escolas. A leitura de textos, a pesquisa sobre o tema na mídia, fotografias, vídeos, jornais, redes sociais, palestras etc.  podem contribuir para que os alunos tenham uma posição crítica acerca do papel da mulher na sociedade.

     Sugerimos que a participação da mulher como força de trabalho, a ampliação do universo profissional feminino, a falta de equiparação salarial, as atribuições da mulher na família, a posição da mulher como produtora de conhecimento e interlocutora nas ações da sociedade,recebam especial atenção, possibilitando aos alunos discutirem tais temas.

 Saiba mais:

 http://jornalmulier.com.br/mulheres-tem-importante-papel-na-historia-da-fotografia-e-do-fotojornalismo-no-ocidente/

 http://www.albertodesampaio.com.br/10-mulheres-pioneiras-da-fotografia/

http://cursodefotografia.org/dez-mulheres-fodasticas-que-mudaram-a-fotografia/

http://revistaold.com/blog/a-participacao-das-mulheres-na-fotografia/








terça-feira, 11 de julho de 2017

              Projeto  “Adolescências: Multiculturalismo e Respeito". 

           A Coordenadoria de Educação, por meio da Equipe da Gerência de Projetos Extensão Curricular, trabalhou com Encontros de Formação de Professores “Adolescências: Multiculturalismo e Respeito”.

                Os encontros objetivaram  compreender o processo de construção das diferenças dentro da diversidade cultural que se apresenta na escola, como um terreno habitado por diferentes identidades culturais. Além da percepção que o adolescente luta por integrar  a um grupo social de referência e pelo reconhecimento de sua individualidade, que contraditoriamente sente  dificuldade em  aceitar o  “diferente”.

                Essa formação é voltada para Professores da Rede Pública Municipal de Ensino. Os Encontros de Formação aconteceram de acordo com o seguinte cronograma:

•             Dia: 02/05/2017 
Tema: “Adolescências: Multiculturalismo e Respeito”
             Módulo I – Conceito(s) de cultura e Identidade cultural
Horário: 9h às 12h
Local: Editora Florescer
Palestrante:  Prof.º Alexandre Rodrigues  lotado no Nível Central – Gabinete da SME
Endereço: Rua Sacadura Cabral, 144 H – Praça Mauá (próximo ao Hotel Villa Réggia).


Prof.º Alexandre Rodrigues


•             Dia: 09/05/2017 
Tema: “Adolescências: Multiculturalismo e Respeito”
             Módulo II – Projeto “Adolescências: Multiculturalismo e Respeito tolerâncias
Horário: 9h às 12h
Local: Editora Florescer
Palestrante: Projeto “Adolescências: Multiculturalismo e Respeito".
Endereço: Rua Sacadura Cabral, 144 H – Praça Mauá (próximo ao Hotel Villa Réggia).




























•             Dia: 17/05/2017
Tema: Metodologia – Elaboração de Projetos
Horário: 9h às 12h
Local: Editora Florescer
Palestrante: Prof.ªJaqueline Peixoto  lotada no Nível Central – Gerência de Jovens e                              Adultos
Endereço: Rua Sacadura Cabral, 144 H – Praça Mauá (próximo ao Hotel Villa Réggia).

Profª Jacqueline Peixoto

•             Dia: 23/05/2017
Tema: Boas práticas escolares
 Horário: 9h às 12h
Local: Editora Florescer
Palestrantes:Luciana Guimarães lotada na E.M. Henrique Rodó – 7.ª CRE e 
                       Prof.ª Kátia Cristina Monteiro Maia   lotada na 1.ª CRE – Gerência Educação.
Endereço: Rua Sacadura Cabral, 144 H – Praça Mauá (próximo ao Hotel Villa Réggia)

Profª Luciana Guimarães















               
                             Profª Kátia Maia

Em cada encontro foram disponibilizadas 33 (trinta e três) vagas. Para participar dos Encontros de Formação, cada Coordenadoria Regional de Educação indicou pelo menos três Unidades Educacionais diferentes, sensibilizadas com as questões de gênero. 

                                        Atenciosamente,

Equipe da Gerência de Projetos de Extensão Curricular

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Produção das Escolas “Ambienta Rio: a escola faz a diferença/2016”


A C.M. Edna Lotte - 6.ªCRE escolheu trabalhar com temas com ênfase ao combate ao mosquito AEDES. O controle do mosquito é uma tarefa complexa que envolve diversos setores da sociedade, não apenas os serviços de saúde. Sua presença no ambiente está relacionada a questões climáticas, a ações individuais e coletivas. Para que haja um trabalho efetivo ações conjuntas entre governo e população são necessárias. Neste sentido, a comunidade escolar se mobilizou e registrou abaixo algumas atividades desenvolvidas. 







A E.M. Senador Corrêa - 2.ª CRE trabalhou  atividades com foco no meio ambiente e as possibilidades de reciclagem de materiais. 




A E.M. Prof.º Souza da Silveira - 5.ª CRE  trabalhou com o aproveitamento integral de alimentos. 


O Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença atingiu, no ano de 2016, a um público de 12.921 alunos e 140 professores. Estes números dão uma breve dimensão dos trabalhos realizados por professores e alunos da Rede Pública Municipal de Ensino.

Cada Unidade Educacional  optou por desenvolver o tema que tivesse pertinência com o seu Projeto Político Pedagógico - PPP e  relação  com  as demandas e especificidades locais.   O importante é que as interrelações  do meio ambiente natural, cultural e urbano fossem trabalhadas com uma abordagem orgânica com a sociedade.

Nesta perspectiva, cada Unidade Educacional teve autonomia para escolher com que diferentes olhares iria se debruçar sobre a cultura local  para construir seu percurso de apropriação de conhecimento em Educação Ambiental.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Projeto Ambienta Rio - A escola faz a diferença

A Gerência de Projetos de Extensão Curricular lançou, neste ano de 2016, nas Coordenadorias Regionais de Educação, por Polos, o Programa Ambienta Rio: a escola faz a diferença. Este programa tem o objetivo de sensibilizar e conscientizar a comunidade escolar para a importância da construção de conhecimentos socioambientais e valores humanitários e de cidadania, por meio da realização de atividades pedagógicas (exposições, seminários, pesquisas etc.).
Importante ressaltar que esta ação é pautada na Lei 4791/2008, que dispõe sobre o Sistema Municipal de Educação Ambiental, regulamentada pelo Decreto 37526/2013. 

Público Alvo: alunos e professores da Rede Pública Municipal de Ensino.

Foi previsto para o Projeto, Encontros de Formação, que teve como objetivo aprofundar a formação continuada de professores em Educação Ambiental.
Os temas trabalhados nos 3 dias de formação foram Educação Ambiental Crítica no Ambiente Escolar e  História do acesso e do uso da água na cidade do Rio de Janeiro, oferecidos pelos Prof. Pablo Araújo (Diretor de Projetos do Instituto Moleque Mateiro de Educação Ambiental), nos dias 19/04 e 17/05/2016 e Prof. Gilmar Almeida (Mestre em História da UNIRIO e Doutorando da Universidade de São Paulo), dia 21/06/2016, respectivamente.